Ipad

Quer ficar bem informado sobre os seus direitos e ter acesso a artigos jurídicos numa linguagem fácil diretamente no seu e-mail?

INSCREVA-SE E RECEBA NOSSAS NOVIDADES!

Desafios do Jovem Advogado

Tema muito pedido pelos alunos. É com muita alegria que escrevo esses pequenos "conselhos". Digo que é alegria porque não foi fácil chegar até aqui, não foi nada simples passar pelo período da “jovem advocacia”. Sei que ainda falta MUITO para alcançar minhas ousadas metas na advocacia e na docência, mas penso que, como advogada ainda jovem e por ter passado por obstáculos no início de carreira há não muito tempo, posso falar um pouquinho pra vocês sobre o assunto - muitas coisas ainda estão "frescas" 
na minha mente. ;-)

Antes de tratar sobre como o advogado inicia sua carreira, seus percalços, dificuldades e conquistas, gostaria que vocês refletissem sobre: 
"Que aluno eu fui ou sou na graduação?". 
Pode não parecer, mas isso diz BASTANTE sobre o profissional que você almeja ser. 

Longe de críticas, mas como um incentivo a possíveis mudanças, faça uma autoanálise do que você buscou até aqui. Coloco os estudos e meus objetivos como prioridade na minha vida ou deixo pra estudar quando sobra um tempinho? Tento buscar algo a mais fora da sala de aula (ter um cronograma de estudos/leituras das disciplinas, participar de programas extraclasse, pesquisar uma jurisprudência) ou somente estou na aula fisicamente (minha cabeça já está programando o que fazer no próximo sábado a noite)? 

Ahhhh....então eu não posso ter vida social? 

Pode! Pode não, DEVE! Mas tudo na vida é equilíbrio, certo? 

Bom...e por que eu pontuei essas questões da graduação? 

Porque a graduação é a base de tudo. Não adianta deixar 5 anos passarem e somente depois, lá na frente, tentar correr atrás do tempo perdido. Aproveite ao máximo esse período de contato com os professores, com futuros colegas de profissão e as oportunidades que surgirem.

Levanto essa bandeira porque posso dizer que me dediquei muito na graduação (na verdade, tento dar sempre o melhor em tudo que eu faço) e mesmo assim o início da carreira não foi nada fácil. Imagina para quem não vê a graduação como uma prioridade? 

Você já se perguntou como será assinar uma petição inicial sozinho (sem ninguém pra revisar - E SEM COPIAR DO GOOGLE - pelo amor de Deus!!!), fazer suas primeiras audiências, precisar despachar com o juiz, negociar honorários...??? 

É fácil? Não, definitivamente não é! E a teoria é um pouco diferente da prática. Requer muito conhecimento técnico, mas requer, ainda mais, jogo de cintura, equilíbrio emocional, compaixão, empatia!

Quando se chega ao final da faculdade, a preocupação é ser aprovado no Exame da Ordem. O aluno vai lá, se dedica e passa. Mas...e depois? Ninguém avisa como será o depois. Como eu começo a atuar? Vou trabalhar com alguém? Abro meu próprio escritório? Quem vai me ajudar? Socorro!!!
 
No início a gente não sabe nem como cobrar pelos nossos serviços, essa é a verdade. A insegurança é gigante. Ficamos estudando por dias para fazer uma simples audiência de conciliação. Depois rimos disso tudo, fiquem tranquilos! ;) 

Bom, vou resumir aqui em 6 dicas o que aprendi no início da carreira como advogada. Talvez muitos se identifiquem e os que ainda estão na graduação possam ter dúvidas semelhantes. Vamos lá! 

1) NÃO TENHA MEDO! 
O medo paralisa, ele faz até a pessoa mais brilhante ficar sem ação. A insegurança é um sentimento super normal nesse momento. Não só na advocacia, mas em tudo que nos propusermos a iniciar. Pense que só erra quem faz. Quem não tenta, não tem nem mesmo a chance de errar, aprender e refazer. Não fique na sua zona de conforto. Está com a "vermelhinha" na mão? Parta para o ataque! Não fique esperando o melhor momento, as melhores condições. Isso NUNCA vai existir. Temos que começar. Depois vamos conseguindo as respostas que precisamos, conhecendo as pessoas certas. Deus nos leva para o caminho que devemos trilhar. Mas para isso, temos que dar o primeiro passo. Isso depende única e exclusivamente de nós.
 
2) ESTUDE! 
O advogado precisa estar em constante atualização. Não adianta terminar a faculdade e achar que acabou, também, o período de estudos. A (boa/má) notícia que eu tenho pra dar é que é só o começo de muitos anos de estudos e aprendizados. Busque especializações. Estude não somente o técnico, procure se aperfeiçoar como ser humano, vá em busca de autoconhecimento, só assim você poderá perceber o caminho que deve seguir para se realizar na profissão. 

3) TENHA HUMILDADE!
Ninguém é melhor que ninguém. Infelizmente, na nossa área, muitas pessoas utilizam o conhecimento como forma de demonstrar poder. Ignore esse tipo de situação. Construa sua história, sua carreira, sua vida. Cada um tem suas dificuldades e nunca sabemos o que o outro verdadeiramente passa. Nunca se julgue superior a ninguém. Hoje quem está como professor, amanhã poderá ser aluno. Hoje quem é advogado, amanhã poderá ser juiz...e por aí vai. Somos todos iguais, somente exercendo papéis diferentes em determinados momentos. O mundo gira (afirmo pra vocês que gira rápido demaisssss). Mantenha a humildade SEMPRE. 

4) APRENDA A ADMINISTRAR!
Seu escritório será o seu NEGÓCIO. Mesmo que você comece no espaço de um colega ou de um advogado mais experiente (o que é ótimo), mais cedo ou mais tarde você idealizará seu próprio escritório. Busque aprender sobre gestão de escritórios, marketing jurídico, um pouquinho de finanças e negociação. Você não poderá delegar tudo isso a um funcionário no início. Você mesmo precisará fazer, “colocar a mão na massa”. Apesar da formação como advogados, precisamos sim ser um pouquinho administradores, o que eu acho muito bom. É importante desenvolver habilidades diferentes das que estivemos sempre acostumados. E lembra-se: todos nós podemos desenvolver qualquer habilidade! 

5) ESCUTE SEU CLIENTE!
 Escutar é ouvir com ATENÇÃO. Não trate seu cliente como mais um número, como um valor de honorários, como mais um na fila. Cada pessoa está passando por problemas que muitos desconhecem e, invariavelmente, é ali com você que ela consegue solucionar muitas questões. Sim, temos que ser um pouquinho psicólogos! Isso faz parte da profissão e, também, da empatia que todo ser humano deveria ter. 
Certa vez, atendi uma cliente para resolver uma situação simples de negativação indevida do nome. Daquela simples ação judicial que eu faria pra ela, começou a me contar inúmeros fatos, problemas familiares, começou a chorar e saiu do meu escritório “aliviada”. Disse que a ajudei além do que eu deveria (e foi mesmo...rsrs). Nem sempre podemos fazer isso, mas, pontualmente, quando temos um tempinho a mais ou percebemos uma necessidade latente, por que não ajudar? Só em escutar já estamos fazendo muito. O resultado foi que ela me indicou toda a família, amigos, vizinhos...rsrs. Essa não foi minha intenção, é claro, mas o que acontece é que poucos profissionais têm empatia, não se colocam como “iguais” e, o pior, não se colocam no lugar do outro. Infelizmente, o sentimento de superioridade de muitos afeta a relação cliente-advogado. 
Não deixe isso acontecer com você!
 
6) CONFIE EM VOCÊ!
 Mil e uma dúvidas surgirão nesse início, mas confie na pessoa e no profissional que você é. Tente passar segurança para o seu cliente (mesmo que por dentro você esteja tremendo...isso passa!). Você precisa ser o primeiro a acreditar em você. Quando isso acontece as coisas começam a fluir, as pessoas começam a surgir e, também, a confiar no seu trabalho. 

Claro que não consegui aqui esgotar tudo que eu gostaria de transmitir. Foi difícil resumir em somente 6 dicas. Mas espero que seja útil como reflexão. Vocês querem que eu fale mais sobre o tema? 
Me envie uma mensagem aqui embaixo. 

Há muitos sentimentos e expectativas envolvidos no início dessa jornada. A boa notícia é que se você se dedicar e dar o seu melhor, a insegurança passa, os erros são transformados em acertos e tudo dá certo! Quando a gente tem boa intenção, coração aberto, disponibilidade para aprender...tudo flui. 

Tenham certeza disso! 

Grande beijo. 

Jullyana Costa
Gostou do artigo?
Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades